Não regulam bem

Muito provavelmente, também ninguém terá reparado que a crise financeira na Europa desmente um dos bordões mais repetidos nestes tempos:  que o que faltou foi regulação. Apesar da colossal regulação dos mercados financeiros americanos, é verdade que os bancos de investimento estavam sujeitos a uma regulação mais ligeira do que os bancos comerciais ou universais. Diz-se então, em consequência, que a banca de investimento deveria ter sido regulada da forma mais estrita aplicada à outra banca. E, até há pouco tempo, apontava-se para o caso da Europa: na Europa praticamente só existiriam bancos universais, também eles sujeitos a uma regulação e supervisão muito estritas. Ora, hoje sabe-se que a “alavancagem” (eu sei, é uma palavra horrível) dos bancos universais europeus muito bem regulados é quase o dobro da dos bancos americanos (incluindo os desenfreados bancos de investimento). Não foram os reguladores que impediram as aventuras loucas dos bancos europeus, e cabe mesmo perguntar se não as terão estimulado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: