Rosebud

(Publicado no jornal Metro, 21/7/2011)

A queda de Rupert Murdoch e do seu império abriram o concurso da indignação fácil contra alguns dos seus jornais (os tablóides, em especial o News of the World), num pacote a que se juntou a sua ideologia “conservadora”. Há coisas estranhas aqui. Em primeiro lugar, os acontecimentos, que já são conhecidos desde 2006-2007. Porquê a súbita indignação agora? Depois, o facto de Murdoch ter feito grande parte da sua carreira em associação com o trabalhismo (australiano, no início, e inglês depois). É verdade que foi durante Thatcher que os seus negócios no Reino Unido tiveram um grande impulso. Mas a sua última grande associação parece ter sido com o trabalhismo de Blair e Brown. É também verdade que Murdoch está na origem do grande canal de direita americano, a Fox News. Mas também se conhece o seu apoio a Obama. Murdoch parece sobretudo alguém preocupado em manter boas relações com toda a gente para melhor estender a sua rede de poder.

O que parece novo agora é o facto de Murdoch ter querido comprar o que lhe faltava do canal de notícias BSkyB, com a aparente conivência da coligação tory-libdem. Acaso se tivesse verificado, a aquisição teria aumentado em muito o poder de mercado de Murdoch, e a sua associação com a coligação seria preocupante para o Partido Trabalhista. Não por acaso, os grandes paladinos das recentes denúncias foram o líder trabalhista, Ed Miliband, e o jornal de esquerda Guardian.

As práticas do News of the World são efectivamente repugnantes, mas, sob outras formas, aparecem em muitos lados. Em Portugal, por exemplo, onde o famoso “jornalismo de investigação” se faz sobretudo com escutas obtidas sabe-se lá como, vale a pena parar para pensar.

Mais interessante é a ligação umbilical entre política e jornalismo, que tolera (instiga?) inacreditáveis deontologias. Já William Randoplh Hearst foi acusado de ter iniciado a Guerra Hispano-Americana de 1898 por glória pessoal. Tudo em nome de Rosebud, o trenó de infância ou o clitóris da amante, conforme as versões.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: