Comprar tempo

(Publicado no jornal Metro, 16/6/2011)

O mais famoso, mais amado e mais odiado documento de Portugal no corrente ano de 2011, o Memorando de Entendimento entre o Estado português e a União Europeia, corre sérios riscos de se transformar rapidamente numa irrelevância, ultrapassado pelos acontecimentos. Os acontecimentos seguem já um curso preocupante na Grécia, país sobre o qual se fala cada vez mais de incumprimento parcial da dívida, através do alargamento do prazo para pagamento e da assunção de responsabilidades pelos credores, em vez dos actuais pacotes de ajuda que os preservam. Se isso acontecer, a UE estará a reconhecer (sem reconhecer) o falhanço das suas políticas de austeridade e reforma aplicadas à Grécia. E nessa altura tudo deverá regressar à mesa de negociações. Não é um grande salto lógico imaginar que as propostas do Memorando para Portugal acabem com o mesmo resultado. Seria bom nessa altura que o novo Governo compreendesse que foi mandatado para defender os interesses do povo português e não necessariamente para aplicar as medidas da “troika”.

Mas um incumprimento na Grécia (e/ou em Portugal e/ou noutros países) é mais do que isto. Através dele, a UE reconhece (sem reconhecer) que a solidariedade entre os países-membros tem limites bem apertados. Na realidade, tudo o que foi feito até agora, incluindo a possibilidade de incumprimento, não passa de um conjunto de acções que visa comprar tempo, procurando evitar o momento em que a UE teria de se assumir enquanto união orçamental (e, logo, política). Ou isso, ou admitir que a União Monetária não tem viabilidade, o que é o exacto contrário do anterior, ou seja, que os países que a constituem devem seguir caminho fora dela. Como estas alternativas estão, por enquanto, no reino do inimaginável, compra-se tempo na esperança da ocorrência de qualquer coisa (o quê?) que acabe com o imbróglio.

Estaria na altura de saber que ideias o Governo português saído das eleições tem a este respeito. O seu futuro, e o do país, podem jogar-se aqui.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: