Não há crise

(Publicado no jornal Metro, 9/9/2010)

Acaba hoje a época oficial da crise política: durante meio ano, o Presidente não poderá dissolver o parlamento e convocar eleições. Quer dizer que, apesar da famosa “crispação” em torno do Orçamento, os partidos estão condenados a entender-se no parlamento, não arriscando uma suicidária paralisia do processo político. A “crispação” resulta da necessidade de PS e PSD fazerem prova de vida: o PS para mostrar que continua a ser o único partido de governo; o PSD para recuperar de um Verão um pouco fracassado, à volta da questão da revisão constitucional. Mas, chegando a hora, as opções são muitas: cede o PS (sem dizer que cede) ou cede o PSD (sem dizer que cede) ou, ainda, entra em cena o CDS (já que BE e PCP nunca poderão aprovar qualquer orçamento sem destruir a sua identidade) e aprova em conjunto com o PS; resta ainda a possibilidade de PSD e CDS se absterem e o Orçamento passar (foi o que aconteceu o ano passado). Até porque, daqui até lá, o verdadeiro ministro das Finanças, que se senta algures entre Bruxelas e as salas das agências de notação, dará as indicações necessárias para mostrar como é indispensável um qualquer orçamento “de rigor”.

Não há, portanto, crise, apesar dos ameaços. Ao mesmo tempo, o Presidente da República agradece a impossibilidade de agir, já que transfere toda a responsabilidade para os partidos, preparando assim a reeleição. Neste contexto, o melhor que o PSD tem a fazer é, provavelmente, tentar transformar a previsível vitória de Cavaco também numa vitória sua. Assim, sempre terá algo que celebrar durante a longa travessia árida que se aproxima. E depois preparar uma estratégia de aproximação ao poder que conte com a preferência do Presidente reeleito: se quer cortar na despesa, como diz que quer, conviria que fosse explícito. As contas públicas continuam sem seguir uma trajectória sustentável. Novas crises orçamentais e de dívida se perfilam no horizonte. Seria aí que o PSD deveria surgir com ideias claras. Tem-nas?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: