Uma democracia iraquiana

(Publicado no jornal Metro, 18/3/2010)

Os tempos mudam mesmo: não houve questão internacional que mais tivesse dividido as opiniões públicas ocidentais do que a Guerra do Iraque. De 2003 a 2007, encheram-se sobre ela páginas e páginas; carreiras políticas foram por ela desfeitas; e um Presidente dos EUA foi eleito em grande medida por a ela se opor. Hoje pouco se fala do Iraque, mas a sua jovem democracia vive um momento determinante. É pena que pouca gente se interesse, ou alguma vez tenha interessado, pela sobrevivência da democracia iraquiana. Dever-se-á ao facto de ter sido promovida pelo horrendo Bush. Para as opiniões públicas ocidentais, sempre interessou mais demolir Bush do que acarinhar essa espécie rara que é uma democracia representativa no Médio Oriente. Mas, mesmo sob esta generalizada hostilidade, os iraquianos lá têm conseguido construir um regime aceitável. Pouca gente terá ligado, mas na semana passada o Iraque teve a sua segunda eleição legislativa em sete anos. Apesar de alguma violência e de suspeitas de corrupção, parece que o processo (dentro das limitações do contexto) foi razoavelmente conseguido.

Ao contrário do que muitos julgam, as tropas americanas já não desempenham um papel tão importante na segurança do país, tendo sido largamente substituídas por forças locais. Não será, por isso, tão difícil a retirada prometida por Obama (e já antes prometida por Bush, na realidade). Mesmo assim, essa retirada será uma transição crucial, esperando-se apenas que a administração Obama não se precipite, por zelo ideológico, numa acção que comprometa o futuro do regime, ainda refém de divisões étnicas e religiosas que se manifestam muitas vezes de forma violenta.

Bush dizia em 2003 que queria ver, no prazo de cinco a dez anos, uma democracia funcional no Iraque que servisse de exemplo aos vizinhos. Passaram sete anos e já esteve mais longe. Ninguém cá fora agradecerá a Bush nem se esforçará muito para apoiar este regime. Mas ele lá vai fazendo o seu caminho.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: