Baixo fundo

(Publicado no jornal Metro, 18/2/2010)

Não se sabe bem como começou, mas de há uns anos a esta parte que a política deixou de ser uma actividade de confronto claro de ideias e pessoas para se transformar num jogo sórdido de informação de bas-fond estrategicamente plantada em jornais. Talvez o primeiro exemplo da nossa democracia tenha sido o da campanha do defunto jornal O Diário contra o então primeiro-ministro Sá Carneiro em 1979. Mas o início da época de ouro remete-nos para O Independente dos finais do cavaquismo. De então para cá é um crescendo de casos “de regime” (“Moderna”, “Casa Pia”, “Freeport”, “Face Oculta”, etc.), que vão deixando o incauto cidadão entre o perplexo e o indiferente. É a “maravilhosa triálise” (para citar o saudoso Serafim Saudade) entre jornalista, juiz e informador (ele próprio ora político, ora juiz). Como cada caso envolve sempre uma dimensão criminal, agora trata-se de atacar o outro por ser criminoso e não simplesmente por ter ideias erradas.

O resultado é esta espécie de guerra civil verbal em que nos vamos metendo. Parece que voltámos ao PREC (a última vez que esteve para haver uma guerra civil): o PSD tornou-se num partido anti-fascista (mas de direita), o PS convoca manifestações para a fonte luminosa, em defesa do querido líder. É a História a repetir-se como farsa: não estão hoje em causa modelos políticos diferentes; na verdade, não se sabe muito bem o que está em causa. Uma pessoa lê aquelas páginas de redacção pedestre do jornal Sol e percebe que não há nada de novo: é o remake da compra da Lusomundo pela PT no tempo de Guterres, estrutura que o governo seguinte aliás usou, e os de Sócrates usaram de outra forma. Tudo coisas com grande pedigree na nossa democracia (tanto que os episódios não cabem nesta pequena coluna). Nova é a violência sem sentido do debate, o que aliás este governo facilitou com o seu tom acossado e histérico. A agressividade parece ter chegado a um nível em que já não há chão comum entre cada um dos lados. E nada dura muito assim.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: