No man’s land

Lentamente, Obama vai-se colocando numa terra de ninguém. Depois do compromisso tímido com o Afeganistão, conseguiu alinear a base democrática (que não gosta do compromisso) sem conquistar os republicanos (que não gostam da timidez). Ontem, os americanos que avaliam positivamente o mandato caíram quase um ponto abaixo de 50% e os que desaprovam atingiram o ponto mais alto (45%). A diferença entre os dois atingiu o valor mais baixo até agora: 4,3%.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: