Um porco a andar de bicicleta

Não é que surpreenda: já se viu de tudo. Depois da queda do muro, que, pelo que se foi vendo por aí, parece que foi obra da esquerda, temos agora o 25 de Novembro, que parece que também foi. Bem, havia lá gente de esquerda, mas o que não dizia a maior parte da esquerda (a verdadeira esquerda) dessa esquerda. Fascista devia ser a palavra mais simpática. Até porque estava aliada com todos os partidos de direita, mais a padralhada e outros requintados espécimes. Mais do que uma vitória da direita ou da esquerda, foi uma vitória dos que acreditavam que se devia instaurar no país um convívio político democrático e liberal. E na ocasião (por acaso ou não) quase toda a direita estava desse lado. E no contexto, com mais direita ou menos direita, o que o 25 de Novembro significou foi o fim da possibilidade de uma ditadura de esquerda. Bastante simples.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: