Graça trágica

A Coreia do Norte afirma estar a um passo de declarar guerra aos EUA (por ridículo que possa parecer…) e no Irão vence o candidato “conservador”. Afinal havia ou não um “eixo do mal”? Seja como for, pelos padrões que eram aplicados a Bush, por esta altura a presidência Obama já deveria ter sido unanimemente considerada um fracasso. Pelos padrões de Bush e, na verdade, por qualquer padrão. Estes dois desastres precoces talvez venham a tempo de evitar aquilo que seria o desastre maior: entregar sem grandes condições a Margem Ocidental a um qualquer governo palestiniano, pondo definitivamente em perigo a sobrevivência de Israel. Realmente, era o que faltava para compor o ramalhete. O problema é que agora, para recuperar poder de influência, Obama só pode recorrer a uma maior brutalidade, nem que seja verbal: either you’re with us or you’re with the terrorists, lembram-se? Acaba por ter uma certa graça trágica.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: