Irresponsabilidade

É o mais óbvio sinal de irresponsabilidade: a linguagem dos europeus continua a ser a de que esta é uma crise americana. Os europeus parece que nunca têm culpa de nada nem responsabilidade em nada (excepto quando invocam miríficas “terceiras vias” ou dão “lições” aos americanos). Mas talvez fosse bom perceber que esta é uma crise europeia: foram a Islândia, a Hungria, a Sérvia ou a a Ucrânia que o FMI veio “salvar”; são a Dinamarca e a Suécia que correm riscos; e é o euro a moeda que está sob pressão (não o dólar). E já sabemos que, por comparação com os europeus, os bancos americanos (no seu descontrole creditício) foram até bastante conservadores. A crise é nossa e está tudo preso por arames. Ajudar a resolver a crise passa por perceber isto e evitar grandes triunfalismos.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: