CIA later

O que é que é preciso para adorar os serviços de espionagem americanos? Apenas que desmintam “o Bush”. Os mesmos repugnantes “gajos da CIA” que torturam em Guantánamo, usam vôos secretos e têm horripilantes prisões espalhadas pelo mundo transformam-se em criaturas de encanto mal malhem “no Bush”. É o que se passa com o último National Intelligence Estimate (NIE), de acordo com o qual o Irão não é uma ameaça, sobretudo porque o seu programa nuclear é civil. O NIE diz que o Irão parou com o programa militar em 2003.

Interessa pouco para o caso que o mesmo NIE garantisse em 2005 (dois anos depois de o programa militar ter parado, segundo agora nos diz) que esse programa estava então em pleno desenvolvimento. O que interessa mais é como agora se acredita piamente na espionagem americana. Em 2003, quando ela garantia que o Iraque estava carregadinho de armas de destruição maciça, tratava-se de uma mentira. E “o Bush” lá seguiu alegre as indicações da espionagem. Agora a espionagem diz que o Irão não é uma ameaça. Mas “o Bush” já desmentiu. Porque é que agora acreditamos na mesma espionagem que tão rotundamente falhou antes? “O Bush” deve saber mais do que nós e por isso não acredita nela. E não faz muito bem?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: