A civilização

Acabo de ver uma peça jornalística relatando o regresso dos McCann a casa. Parece que o aeroporto onde aterraram estava cheio de “populares” à sua espera. Os “populares” e as suas atitudes absurdas, recorde-se, são sempre apresentados pelo bem-pensante português como o óbvio sinal do subdesenvolvimento nacional. Evidentemente, a praga também existe em países desenvolvidos. Alguns dos “populares” locais foram mesmo entrevistados. Um foi ao aeroporto com uma criança ao colo só “para os ver”. Porque não? Que coisa melhor para fazer ao domingo do que levar a criança ao aeroporto ver umas pessoas envolvidas numa história de contornos nebulosos? Outra, tal e qual como uma vulgar “popular” portuguesa, condenava já Kate porque ela “nunca chorou” este tempo todo, uma claríssima prova de culpa. Se juntarmos a isto as palermices de que jornais e televisões locais estão apinhados sobre ofertas de auto-incriminação feitas pela polícia portuguesa e o uso do casal como “bode expiatório” da incompetência da mesma polícia, só podemos chegar a uma conclusão: afinal, o desenvolvimento já chegou a Portugal. E podemos estar orgulhosos por fazermos por inteiro parte da civilização.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: